RPG – Role-Playing Game – O Que É

Vamos falar sobre RPG – Role-Playing Game?

Você tem ideia do que é isso?

Hoje aqui não irei abordar o RPG da Fisioterpia conhecido como:

Reeducação Postural Global, eu pretendo falar de outro tipo de RPG.

World of Warcraft é um MMORPG (Multiplayer Massive Online RPG).

Assim como Elder Scrolls Online, Rgnarök Online e muitos outros jogos do gênero.

Mas você já parou pra pensar “o que significa a sigla RPG”?

Vamos lá!

rpg-role-playing-game-postagem

Afinal, O Que É RPG – Role-Playing Game?

Tudo começou com o surgimento do RPG em questão, por volta da década de 80.

Para a maioria, não é necessária essa introdução, porém mesmo assim vamos dar nome aos Taurens (<3), digo, aos bois.

O RPG, ou em inglês Role-Playing Game, é um tipo de jogo de fantasia/cyberpunk/horror pessoal, dependendo da natureza do jogo em questão, que é jogável da seguinte forma:

Uma história é contada.

Parece simples, mas não é.

Essa história é contada, via de regra, por um Narrador ou um Mestre (em alguns casos, Dungeon Master, como é o funcionamento do Dungeons & Dragons).

As regras são previamente dispostas em livros (módulos básicos, ou apenas “edições”).

Os jogadores entram nessas histórias e fazem as suas ações de acordo com o desenrolar da mesma.

Cabe ao Narrador ser o “juiz”, ou seja, julgar se as ações feitas pelos jogadores desencadearão uma série de consequências ou não.

Ou mesmo se a ação do jogador é válida ou não.

Parafraseando Matheus Sales, escritor da revista Escola:

“Role-Playing Game, também conhecido como RPG (em português: “jogo de interpretação de papéis” ou “jogo de representação”), é um tipo de jogo em que os jogadores assumem papéis de personagens e criam narrativas colaborativamente.

O progresso de um jogo se dá de acordo com um sistema de regras predeterminado, dentro das quais os jogadores podem improvisar livremente.

As escolhas dos jogadores determinam a direção que o jogo irá tomar”.

RPG – Role-Playing Game – Como Se Joga?

Tudo parece muito simples, como dito antes, mas não é.

Antes de mais nada, é necessário um grupo para isso.

Há, em alguns casos, os chamados RPG’s individuais, que consta em um livreto que conta uma história e cada parágrafo, ou capítulo, narrar uma determinada ação dentro do corpo da história.

Então, dependendo do que você quer fazer, há algumas opções no final do parágrafo ou capítulo, e cada opção vai até uma página diferente.

Ou seja, basicamente é um “livreto interativo”, onde cada ação leva à uma página diferente e a história vai então se desenrolando.

Já o RPG clássico precisa-se de um narrador e de jogadores.

Sim, é possível apenas um narrador e um jogador, mas quanto maior a mesa, maior a diversão pois há muito mais interação entre pessoas.

Um grupo ideal consistiria em um narrador e cerca de 4-6 jogadores.

É necessário também uma Ficha de Personagem.

Seria uma folha de papel com as informações básicas sobre seu personagem, como:

  • Nome
  • Atributos Físicos
  • Atributos Mentais
  • Atributos Sociais
  • Perícias
  • Talentos
  • Armas
  • Etc…

Tudo isso depende do sistema que estão jogando, pois cada um tem regras e disposições de regras diferenciadas.

Normalmente tudo isso é medido em números, que são chamados “modificadores” ou “pontos”.

rpg-role-playing-game-dados-de-rpg

RPG – Role-Playing Game – Rolando Dados!

Cada modificador ou ponto é aquilo que se aplica à sua jogada, por exemplo:

Se eu quero dar um soco em um Orc eu preciso ver primeiro se eu consigo acertá-lo.

Portanto, quanto mais atributos relevantes a “dar um soco” eu tenho, maior a chance de acertá-lo, e maior o dano do meu soco.

Tudo isso se aplica à característica mais importante do RPG, a “jogada de dados”.

Para se jogar um RPG – Role-Playing Game, é imprescindível o uso de dados especiais, que vão desde o dado mais conhecido de seis faces, até um dado de 100 faces, dependendo do sistema jogado.

Há, também dados menores, como o de quatro lados.

Dependendo do cenário, título ou até mesmo o sistema do RPG, podem ser utilizados todos esses dados, ou apenas um tipo de dado.

Dungeons & Dragons, por exemplo, utiliza os dados de 4, 6, 8, 10, 12 e 20 lados para fazer seus testes e saber o quão bem-sucedido você foi na sua jogada ou ação.

Já o sistema Storyteller utiliza apenas dados de 10 lados, sendo que a quantidade jogada é igual ao número de pontos nas características a serem usadas para sua ação desejada, variando de 1 à 10 dados.

RPG – Role-Playing Game – Cuidado!

Por ser um jogo interpretativo, onde papéis são incorporados, o RPG conta com uma série de cuidados quando for jogado.

Em primeiro lugar, e sempre mais importante, tenha em mente de que é apenas um jogo!

Ele trata de fantasia e imaginação, portanto, qualquer desavença com o personagem de um colega ou até mesmo com o narrador deve ficar dentro da mesa de jogo!

O que nos leva à segunda regra, mas não menos importante: mantenha sempre pessoas que não estão no jogo fora do jogo.

Evite causar transtorno para transeuntes ou qualquer outra pessoa que esteja assistindo ou passando pelo local de jogo, pois isso pode criar muita confusão!

Por último, ainda em mente que se trata de um jogo interpretativo, de fantasia e imaginação, evite o toque a qualquer custo.

O jogo e a história estão na imaginação dos jogadores e narrador, portanto evitem contato físico, ou o uso de qualquer arma nem que seja de brinquedo.

Isso pode causar danos físicos aos jogadores, e também causar muito problema.

Essas dicas parecem inúteis, mas quando você começar a jogar, perceberá que a discussão acalorada em uma taverna por alguém não ter pago a cerveja realmente pode sair dos trilhos na mesa de jogo.

Portanto, jogue com moderação!

Curtiu? Não deixe de ver outras postagens minhas no site.

Abaixo deixo algumas images de RPG’s tanto de Livros Quanto Online.