Como Interpretar um Malkaviano – Vampiro a Máscara

Você saberia como interpretar um Malkaviano?

Hoje quero trazer algumas dicas sobre como interpretar este clã e o que se deve evitar.

Amados por uns, odiados por outros.

Criar um bom Malkaviano pode ser mais complexo do que aparenta.

Primeiramente, o foco dessa postagem não é necessariamente sobre as habilidades de um Malkaviano.

Já encontrei várias postagens sobre as habilidades dos Cainitas de Vampiro a Máscara.

Mas faltam postagens referente a interpretação dos personagens.

Por conta disso, focarei mais na interpretação.

Nesse post irei falar um pouco sobre o clã e darei algumas dicas de como jogar com eles.

como-interpretar-um-malkaviano-mote-do-cla

Como Interpretar um Malkaviano

Os Malkavianos são um grupo enigmático e profundamente perturbado de Cainitas (vampiros descendentes de Cain).

Todo cainita tem uma fraqueza e a dos Malkavianos são transtornos mentais.

Quando uma pessoa é transformada em um vampiro (abraço) por um Malkaviano, a mente mortal entra em colapso.

Assim sendo, esse vampiro passará a ser afetado por algum tipo de transtorno, ou terá seus transtornos mentais agravados.

A partir do momento em que são criados, os Malkavianos começam a sofrer de pelo menos uma perturbação que nunca poderá ser curada ou tratada.

Como Interpretar um Malkaviano Além da Loucura

Muitas vezes, além da loucura um Malkaviano também pode desenvolver habilidades de vidência.

Sendo essa vidência associada ao estado de inquietação da mente do mesmo.

Como por exemplo:

Um Malkaviano que sofre com alucinações pode, vez ou outra ter um vislumbre do passado ou do futuro.

Ou até mesmo ter sua mente conectada a um acontecimento presente.

Porém, esse tipo de visão tende a ser desconexa.

Podendo ser uma visão real ou apenas uma alucinação proveniente de sua pertubação.

Muitas vezes essas visões também são de formas enigmáticas, sendo difíceis de interpretar.

Mesmo assim, ao longo da história, Malkavianos assumiram os papéis de videntes e oráculos entre os Membros.

Eles eram associados a figuras estranhas ligadas por compulsões estranhas e a capacidade de perceber o que os outros não podem.

como-interpretar-um-malkaviano-esteriotipos

Os Transtornos de Como Interpretar um Malkaviano

Os Malkavianos possui seus dons extrassensoriais correndo soltos.

Sejam com vislumbres da verdades, presságios, ou devaneios.

Embora ainda funcional, a mente e as percepções do vampiro são distorcidas.

Na 3ª edição, existe uma tabela de quais transtornos um Malkaviano pode ter.

Mas, diferentemente da 3ª edição, na 5ª edição os transtornos são livres.

Logo, isso dá abertura para vincular o seu personagem com qualquer transtorno Mental.

Isso aumenta e muito a abrangência de transtornos para a elaboração do personagem e seu “background”.

Nesse caso, indico dar uma pesquisada em tipos de transtorno no Diagnostic And Statistical Manual Of Mental Disorders – DSM.

Os Desafios do Jogador

O grande problema de jogar com um Malkaviano é aplicar a essência de seu transtorno mental.

Seja como jogador ou seja como mestre, é sempre um desafio.

Para o jogador, o grande problema é você passar o transtorno mental de seu personagem.

É comum vermos jogadores interpretarem Malkavianos mais como um personagem sem noção do que um vampiro com algum transtorno de fato.

Galera… transtornos mentais não são piadas.

É algo que de uma forma ou de outra te incapacita em algum aspecto.

Que te devasta e devasta quem está próximo à você.

Algumas situações podem até se tornar engraçadas, ou o personagem trazer alívio cômico em algum momento.

Mas essa não é a proposta do Malkaviano!

Portanto, fazer um Malkaviano só de zoação chega a ser uma falta de respeito em algumas mesas ou live action.

Já ouvi histórias de Malkavianos em momento de fuga no esgoto resolve pedir uma pizza do nada, só porque é um Malkaviano.

Malkavianos que fica xavecando toda mulher que vê e assediando ou que fica o tempo todo contando piada.

Esqueçam essa vibe.

Primeiro pesquisem sobre qual transtorno mental você irá pegar e quais são os sintomas.

Crie gatilhos (situações delicadas para pessoas com transtornos) para o personagem que, ao ser exposto, seu transtorno vem à tona.

Crie o seu personagem junto ao mestre, para vocês analisarem como e quando será a hora de aflorar os transtornos.

E é aqui que o caldo engrossa para os mestres…

O Desafio do Mestre

Para conduzir um Malkaviano em uma história pode ser uma tarefa tão complicada quanto criar oportunidades para Nosferatus iniciantes agirem nas cidades.

Lembrando que o mestre é basicamente o senhor do destino dos personagens e que tudo acontece devido a narrativa.

Você não controla as decisões dos personagens, mas é você que coloca os elementos da história.

Uma pessoa com transtornos mentais, quando exposta à um gatilho, tende a perder seu controle emocional.

Ela não escolhe quando vai entrar em crise.

Então, porque jogar a carga das insanidades de um Malkaviano unicamente ao jogador?

Não adianta nada o jogador construir um Malkaviano impecável e a narrativa não abrir brecha para ele externalizar seus transtornos.

Deixar isso unicamente a cargo do jogador pode criar situações coniventes ou ilógicas.

Quando um jogador optar por esse clã, converse com ele sobre possíveis gatilhos.

Definido qual o gatilho, o jogador não tem controle de quando entrará em crise.

Da mesma forma que o mestre controla as visões, mas não controla como o personagem irá compreender essas  visões, com os transtornos mentais é interessante fazer de forma similar.

Toda vez que for exposto ao seu gatilho, faça um teste de vontade e se falhar, o personagem perderá o controle.

Se preferir deixe que o jogador interaja perdendo o controle sem nenhum dado ser rolado, isso dará mais ênfase a narrativa e menos aos números.

Outro detalhe caso você esteja narrando o 5ª edição.

Se algum transtorno mental tornar o personagem inoperante, sinta-se livre para barrar o transtorno.

Não adianta nada um jogador criar um Malkaviano que não dê para inserir em sua narrativa.

Considerações Finais

Tendo tudo isso em mente, ficaria mais fácil moldar um Malkaviano?

Depende…

Para algumas pessoas que já possui algum tipo de transtorno, sim.

Muito jogador tem transtorno de ansiedade, depressão, e por aí vai.

Assim como tem pessoas com transtornos mentais em qualquer lugar.

Essas pessoas podem ter mais facilidade de saber como funciona um gatilho.

Mas para quem não tem, existe várias séries e livros com personagens com transtornos mentais que é possível de fazer uma análise e servir de inspiração.

Sugestões de Como Interpretar um Malkaviano

Uma série que assisti muito boa, que pode dar alguma inspiração para a criação de Malkavianos é a série Tabula Rasa, da Netflix.

Para quem quer algo mais voltado para psicopatia, evitem mirar no coringa de início, prefira algo como Hannibal, a origem do mal, Bates Motel e similares.

O Coringa é um ótimo personagem.

Mas é complicado pegar sua essência de início no jogo por conta de detalhes de sua personalidade que mistura sadismo com um senso de comédia doentia.

O mesmo ocorre com o Klaus de Umbrella Academy, pois o personagem tem todo um jeito extravagante e displicente.

Mas a base de seu transtorno não é o seu jeito.

Isso ocorre pela sua dependência química devido ter tido traumas em sua infância, sendo a Vanya uma base muito mais assertiva.

Espero que tenham gostado das dicas =)

Tags

Verd

Adoradora de criaturas encantadoras e estranhas (vampiros, tieflingd, drows, blood elfs e qlq coisa meio desvirtuada - Menos Void elfs... esses tem uma lore péssima). Fã de WoW, D&D, Vampiro a Máscara e de boas histórias no geral :)